Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Nave, minha Serra!

 

 

 

 

SERRA da NAVE como és linda

Como tu não há igual

És a SERRA mais bonita

Deste nosso Portugal.

 

Tu és NAVE tu és SERRA

És uma SERRA da beira

Tens belas giestas

E urze como urgueira.

 

No seio do teu ventre

Cintilam os penedos

Que rodeados de giestas

Guardam muitos segredos.

 

O Sol ainda não nasceu

O tom amarelado se avista, brilhante

Onde já a escuridão da noite se perdeu

Na linha do horizonte, lá bem distante.

 

Do penedo em que estou sentada

Vejo estendida a enorme SERRA

Observo a natureza, calada…

Sinto o calor desta terra.

 

Sinto-me bem aqui a divagar

Perdida nos meus pensamentos

Abraçada pela leveza do ar

Isolada da confusão, dos tormentos.

 

Os teus penedos falam

A língua que eu conheço,

Onde de mim sei tudo

E do resto me esqueço.

 

NAVE, minha SERRA!

De todas a mais bela

És o paraíso na terra

Pintado por Deus numa tela. 

 

 

Arminda Calhau

 

 

 

publicado por naveserra às 11:28

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Em terra de Lobos

. Nascer do sol na Nave

. Consórcio Ventinveste res...

. Construção do Parque Eóli...

. Caminhos da nave

. Penedo do Lagarto

. Quercus apresenta ...

. O parque e o lobo

. Câmara e juntas de fregue...

. Parque Eólico do douro Su...

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds