Segunda-feira, 2 de Novembro de 2009

O parque e o lobo

 

O parque e o lobo

 

A Quercus considera que a colocação dos 103 aerogeradores, a construção e melhoria de acessos, e a construção de linhas de alta tensão irão perturbar e destruir o habitat dos únicos grupos reprodutores estáveis de lobo em todo o núcleo populacional a Sul do rio Douro (actualmente estimado em não mais de 5 a 6 alcateias). Em particular, este Parque Eólico irá afectar mais de 60 por cento do território da Alcateia de Leomil, incluindo as suas zonas de reprodução e refúgio, pondo assim em causa não só a estabilidade reprodutora desta alcateia mas também a manutenção e sobrevivência de toda a população a sua do Douro que já se encontra isolada e bastante ameaçada de extinção. O Lobo-ibérico é uma espécie prioritária para a conservação segundo a Directiva Habitats, da União Europeia, além de estar classificado em Portugal como espécie em perigo de extinção. A legislação nacional proíbe não só o abate e captura de lobos, mas também a destruição do seu habitat e a sua perturbação, nomeadamente no período de reprodução. O Lobo-ibérico tem uma população estimada de cerca de 2000 exemplares, dos quais apenas 300 sobrevivem em Portugal.

Fonte: Jornal Beirão

publicado por naveserra às 19:35

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Em terra de Lobos

. Nascer do sol na Nave

. Consórcio Ventinveste res...

. Construção do Parque Eóli...

. Caminhos da nave

. Penedo do Lagarto

. Quercus apresenta ...

. O parque e o lobo

. Câmara e juntas de fregue...

. Parque Eólico do douro Su...

.arquivos

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds